Conselho de Disciplina absolve Raul Silva no caso dos gestos após Benfica-Braga

Conselho de Disciplina absolve Raul Silva no caso dos gestos após Benfica-Braga

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Central foi expulso já depois do apito final do jogo entre Benfica e Braga, em fevereiro.

O Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) absolveu Raul Silva do processo disciplinar que lhe foi instaurado após o Benfica-Braga de fevereiro, que os arsenalistas venceram por 1-0, motivado por uma queixa do Benfica após os gestos feitos pelo jogador na direção das bancadas da Luz.

Na altura, o central brasileiro foi expulso, já depois do apito final, e a queixa das águias levou à abertura de um procedimento no CD, por "linguagem ou gestos ofensivos, injuriosos e/ou grosseiros", o que resultaria em expulsão direta e num castigo suplementar de 1 a 2 jogos.

O Braga, no recurso apresentado, sustentou que Raul Silva já tinha mostrado publicamente arrependimento, sublinhando ainda que o jogador já tinha sido sancionado por comportamento "provocatório".

O Conselho de Disciplina acabaria por dar provimento à contra-argumentação do Braga, que, esta quarta-feira, reagiu à decisão final: "Registamos com agrado esta decisão, a qual entendemos ser a única possível e justa face aos factos profundamente analisados".