Carlos Carvalhal: "Não tenho nenhuma proposta de renovação"

Carlos Carvalhal: "Não tenho nenhuma proposta de renovação"
Tomaz Andrade

Tópicos

Treinador contraria notícias vindas a público e diz estar à espera da conversa com António Salvador.

Fecho do campeonato em Famalicão: "Temos muita ambição e objetivos bem definidos, como conseguir o terceiro melhor registo pontual do Braga. Mas não jogamos sozinhos e vamos fazê-lo contra uma equipa boa, que fez um campeonato aquém do seu valor. Reencontrou-se na parte final e está há cinco jogos sem perder. Estará muita gente no estádio e jogar em Famalicão é sempre aliciante e difícil, num campo onde o Braga não vence há muitos anos. Vai ser uma tarefa muito difícil, mas vamos em busca dos três pontos."

Mexidas no onze além da entrada de Hornicek: "O Tiago Sá fez uma grande exibição com o Belenenses e depois o Matheus despediu-se em casa dos adeptos. Agora vamos lançar o Hornicek, com o Bernardo Fontes no banco. Temos confiança total em todos eles, o que só expressa o excelente trabalho feito pelo Eduardo e Orlando. Vamos tentar jogar o melhor que sabemos, encontrando a melhor estratégia."

Último jogo no Braga e situação contratual: "É muito simples. O meu contrato é de dois anos, tive a oportunidade de sair, e melhorar as condições financeiras, e fiquei. O contrato está a terminar e está apontada uma conversa depois de o campeonato encerrar. Vou esperar até segunda ou terça-feira para falarmos. O que me motiva agora é vencer."

Gostava de continuar?: "Não é gostar ou não gostar, é o que é. As pessoas adultas têm conversas, exprimem as suas ideias e poderá haver entendimento ou não."

Proposta de renovação: "Não tenho nenhuma proposta de renovação. A conversa ficou marcada para o final da época."

Prémios do mês de abril: "Abril foi um mês muito bom. Normalmente, as equipas evoluem da primeira para a segunda volta. Muitos dos jogadores fizeram as suas melhores épocas de sempre. Sem um coletivo forte não há destaques inidiviais. O David Carmo está num nivel de excelência e adquiriu maturidade depois da lesão. O Matheus fez uma época brilhante, se não foi a melhor foi uma das melhores de sempre, com peso nas 23 'clean sheets" que o Braga conseguiu. O Ricardo também está a fazer uma das melhores épocas de sempre. Quanto ao prémio de melhor treinador, divido-o com a equipa, porque apenas sou o rosto de muita gente, desde o staff à administração."

Ainda a Liga Europa: "Fíco é com a sensação que fomos afastados numa fase adiantada, depois de uma prova notável, na qual fomos eliminados por um adversário de grande valor. Fomos afastados pelo potencial vencedor da competição. Afinal não era um adversário tão fraco como se pintava. Fizemos jogos muito bons com Mónaco, Sheriff e o Rangers em casa, com um nível altíssimo, da mesma forma que vencemos o FC Porto e o Benfica."