Carlos Carvalhal: "Assim, vamos perder um ano de vida, ganhar uns cabelos brancos e ter um enfarte"

Carlos Carvalhal: "Assim, vamos perder um ano de vida, ganhar uns cabelos brancos e ter um enfarte"

Declarações de Carlos Carvalhal, treinador do Braga, após a vitória diante do Moreirense (2-3), em Moreira de Cónegos, a contar para a 3.ª jornada da Liga Bwin.

Análise do jogo: "É um jogo de futebol e acontece muita coisa durante o mesmo. Há períodos em que estamos por cima e merecemos, houve um período em que o Moreirense também reagiu e pronto. Há um lance capital aqui para nós, uma falta completamente desnecessária que provoca o penálti para o 2-1 e uma equipa que está a jogar em casa, junto ao seu público, uma equipa boa, guerreira, torna as coisas mais difíceis e aí o Moreirense atirou-se ao jogo e conseguiu chegar ao 2-2".

Reação: "Vale a crença, o coração, os adeptos foram fundamentais, os que estavam atrás da baliza, empurraram a equipa para a frente. A equipa também teve um coração enorme e é muito bom para uma equipa ter jogos desse jeito, quando passa por dificuldades, cai, mas depois levanta rapidamente para conseguir a reação. Poderíamos ter marcado antes, mas conseguimos chegar ao golo e a uma vitória justa. Se o empate acontecesse em função do comportamento do Moreirense não era para escandalizar absolutamente ninguém. Mas valeu fundamentalmente pela crença e pela força que os adeptos deram à nossa equipa, sem dúvida".

Novo ciclo: "Como eu disse ontem, chegaram quatro ou cinco jogadores novos na equipa. Ainda com o Iuri Medeiros que praticamente só fez seis ou sete jogos no ano passado. E evidentemente que a sincronização não é a melhor, mas temos vindo a crescer e hoje já mostramos muito mais capacidade no nosso jogo ofensivo, no nosso jogo interior e melhoramos no exterior. Relativamente ao jogo com o Sporting também temos vindo a crescer. Evidentemente que o crescimento da equipa passa também por cometer erros, cometemos hoje, estamos na fase inicial da época, com jogadores novos, mas fizemos também coisas na minha ótica mais positivas e melhores do que as que fizemos pior. E, no fundo, realço mais uma vez o facto de estarmos num novo ciclo que estamos a criar".

Acreditar: "Essa crença de acreditar até o fim e conseguimos o resultado, evidentemente isso é muito importante para a equipa. Não concordo que é melhor ganhar assim. Assim, nós vamos perder um ano de vida, ganhar uns cabelos brancos e ter um enfarte em qualquer altura. Evidentemente, preferimos ganhar mais confortável e se possível não sofrer tanto na fase final, mas é o que é. O Moreirense é uma equipa complicada, jogar aqui é muito difícil, é uma equipa boa, competente, mas no fundo o mais importante era a vitória e a forma como conseguimos".