Braga vence o processo Custódio: revogação das sanções e valor da multa devolvido

Braga vence o processo Custódio: revogação das sanções e valor da multa devolvido

Em 2020, Custódio assumiu o comando técnico da equipa principal do Braga. A FPF instaurou um processo ao clube, por alegar exercício ilegítimo de funções. Agora, foi dada razão aos arsenalistas.

O processo relacionado com a instauração de um processo disciplinar ao Braga, devido à contratação de Custódio para orientar a equipa principal, chegou agora ao fim. Em 2020, o treinador assumiu o comando técnico dos arsenalistas e a Federação Portuguesa de Futebol instaurou um processo disciplinar, tendo por fundamento principal exercício ilegítimo de funções (falta de habilitações para desempenhar aquele cargo).

Primeiramente, o Tribunal Arbitral do Desporto e o Tribunal Central Administrativo deram razão aos bracarenses, mas a FPF recorreu para o Supremo Tribunal Administrativo. O recurso não foi aceite e, por isso, o clube nortenho foi absolvido.

Não haverá, por isso, interdição do estádio por dois jogos e o valor da multa (13 388 euros) aplicada, que já tinha sido paga, será devolvido.