"Arbitragens destas já não se usam"

"Arbitragens destas já não se usam"
Melo Rosa

Tópicos

Presidente do Braga ataca a equipa liderada por Duarte Gomes e recorda que já na quarta-feira os bracarenses tiveram razões de queixa. Mesmo sem Paulo Vinícius ante o Benfica, promete: "Vamos ganhar de certeza"

A arbitragem da equipa chefiada por Duarte Gomes, no Braga-Vitória de Setúbal, deixou indignado António Salvador, em particular a expulsão de Paulo Vinícius em cima do apito final, por vermelho direto.

"O jogador não fez nada para ser expulso", começou por dizer o presidente dos bracarenses, que elogiou os seus jogadores pelo caráter demonstrado "depois de unma semana complicada". No entanto, insistiu: "Em dez anos, nunca saí deste estádio, após uma vitória expressiva, tão indignado com o que se passou dentro das quatro linhas".

Salvador detalhou depois outras razões de queixa: "Há um penalti na primeira parte, também sobre esse jogador, que o árbitro não viu", acrescentando não entender como um dos assistentes anulou um golo por considerar que a bola passou a linha de fundo, "num canto, em que a bola cai no bico da pequena área, ao primeiro poste".

Para melhor ilustrar a sua irritação, António Salvador recorreu a um conhecido caso do futebol português, referindo já não haver lugar para casos assim na atualidade: "Não consigo perceber uma arbitragem destas, que já não se usa há muitos anos. Só no tempo do Calabote é que se usava arbitragens destas. Hoje, no futebol atual, moderno, credível, não pode haver arbitragens destas".

Vítor Pereira, presidente do Conselho de Arbitragem CA), não foi esquecido. "Tenho toda a confiança nele mas que analise o que se passou e que tome as medidas que deve tomar", disse, rejeitando qualquer exposição ao CA: "Para quê? Isto já começou na quarta-feira [contra o V. Guimarães da Taça de Portugal]. Já nesse jogo ficaram dois penáltis por marcar a favor do Sporting de Braga. Pensem e tirem as ilações que entenderem".

A terminar uma promessa para a receção ao Benfica, no sábado: "Não joga Paulo Vinícius mas não tem problema: vão jogar onze. Com jogadores com este caráter e com esta humildade vamos ganhar de certeza".