Carlos Carvalhal crítico: "É assim que se tira um treinador do relvado..."

Carlos Carvalhal expulso frente ao Marítimo

 foto Gonçalo Delgado/Global Imagens

O treinador do Braga abordou, no final do encontro, a derrota, em casa, com o Marítimo, e também a expulsão.

Expulsão: "Disse ao sr. árbitro para dividir mais o jogo. Nada de mais. Desafio o árbitro, o 4.º árbitro, qualquer testemunha ou algum leitor de linguagem gestual a dizer que disse algo mais do que isto. É assim que se tira um treinador de futebol profissional do relvado. Evidentemente que depois fui pedir justificações ao quarto árbitro exaltado. Depois da expulsão. Na minha opinião, nem amarelo devia ter levado. E agora há amarelos para distribuir pelos treinadores."

Análise do jogo: "Um jogo fácil de contar, uma equipa que se fecha muito atrás, outra com paciência. Contabilizaram-se oito boas oportunidades de golo, foi o que fizemos durante todo o jogo. Numa desatenção nossa, o Marítimo, numa das únicas vezes em que chega à nossa baliza, fez golo. Isto só acontece no futebol, praticamente não há outro desporto em que isto aconteça. Mas o que me apraz dizer é que gostávamos de ter metido velocidade no jogo, mas não é fácil, porque o Marítimo estava muito fechado atrás. É preciso ter paciência, mas tínhamos que finalizar as oportunidades que tivemos. Acabámos, incrivelmente, por perder este jogo na parte final. Já não estaríamos satisfeitos com o empate, muito menos com a derrota."

Aposta na formação e ausências: "Ainda hoje jogou o Gorby, depois entrou o Roger, estamos a apostar no Vitinha... Se encararmos a aposta nos jovens como fator positivo, não nos vamos servir deles como desculpa. Quero valorizar o trabalho deles, o Gorby mereceu a oportunidade que teve. O [Lucas] Mineiro corre o risco de fazer uma cirurgia ao menisco, mas estamos a tentar recuperar, o Castro só treinou esta semana, também... O Gorby tem treinado muito bem, por isso é que ele avançou. Apostámos no Groby para jogar e fez um jogo razoável, o Vitinha também voltou a fazer um bom jogo. Não vamos servir-nos dos jovens como desculpa. É o Braga que tem de ganhar os jogos dentro de campo, tenham os jogadores 16, 17 ou 37 anos. Temos de ser competitivos. Nada abala a necessidade de ganhar os jogos todos. Dando o máximo, a classificação vai espelhar o valor da equipa. O Galeno vai melhorar com certeza, o Moura não esteve devido a covid-19, há jogadores que vão melhorar, como o Castro. Vamos recuperar o Mineiro, o Musrati esteve castigado... Acho que fizemos o suficiente para ganhar. Estou desejoso de ter toda a gente em condições."