Braga: contratação de "Van Dijk" português deixa água na boca

 foto Reprodução/ SC Braga

Marco Torres terminou a ligação ao Nancy, de França, e o Braga adiantou-se à concorrência para assegurar o internacional português. Vai começar, numa primeira fase, pela equipa de sub-23

O Braga garantiu a contratação de Marco Torres, 18 anos, ex-Nancy, de França, e acredita que o central, pelo potencial que demonstra, vai ser, a curto prazo, uma das opções para a equipa principal.

Nascido em França, mas com nacionalidade portuguesa, tendo sido, de resto, 12 vezes internacional pelas seleções jovens de Portugal, o defesa assinou um contrato de três temporadas com os minhotos. Marco Torres, que tinha no Nancy a alcunha de Van Dijk, devido à imponência física semelhante à do central do Liverpool, vai ser integrado, para já, na equipa de sub-23, embora com a perspetiva de poder subir degraus competitivos a qualquer momento.

De estatura elevada (1,87 metros), o central terminou a ligação ao Nancy, onde jogava nas equipas secundárias, e estava a ser disputado por clubes franceses e italianos. O Braga não ofereceu as mesmas condições salariais, mas Marco Torres preferiu o projeto minhoto pela possibilidade de, em breve, poder estar no principal campeonato português.

David Carmo e, mais recentemente, Bruno Rodrigues e Guilherme Soares são exemplos de centrais muito novos lançados pelo clube arsenalista. O ex-jogador do Nancy estreou-se na seleção portuguesa em abril de 2019, na equipa de sub-16, e subiu depois aos sub-17 e aos sub-18.

O facto de o Braga ter divulgado a contratação com uma fotografia entre António Salvador e Marco Torres reflete também a importância que o clube dá a este negócio, até porque nem sempre surge o presidente neste tipo de operações, isto é, de jogadores que não são incluídos de imediato no plantel principal.

"É um orgulho poder representar este enorme clube. Estou muito feliz por ter a sorte de vestir esta camisola", referiu o defesa português, que se descreveu como um "jogador com boa capacidade técnica" e que gosta de "manter a baliza a zero". Para Marco Torres, o Braga "é um clube que dá uma grande confiança aos jovens", algo que o deixa "muito confortável" em relação a esta etapa da carreira. Ao que tudo indica, o central tem uma cláusula de 20 milhões de euros, mas o valor ainda carece de confirmação.