Vítor Murta e a possível redução da Liga NOS para 16 equipas: "Não se começa pelo telhado"

Vítor Murta e a possível redução da Liga NOS para 16 equipas: "Não se começa pelo telhado"

Presidente do Boavista aponta a uma "distribuição mais equitativa" das receitas pelos clubes.

A redução do número de equipas na Liga NOS de 18 para 16 a partir de 2022/23 é uma hipótese que está a ser estudada pela Liga e, esta terça-feira, o presidente do Boavista comentou a possibilidade, vincando que, antes, é necessário pensar em "coisas mais importantes", apontando para a distribuição de receitas pelos clubes.

"Não recebemos a proposta, mas antes disso temos que pensar em coisas mais importantes, como, por exemplo, que haja uma divisão equitativa das receitas", começou por referir Vítor Murta, à margem da inauguração do renovado lar da formação do Boavista, denominado "Habitat da Pantera":

"Neste momento há uma 'décalage' enorme entre o Boavista - e outros clubes da dimensão do Boavista - em relação a outros clubes. As receitas são díspares em relação a outros clubes que se têm aproveitado de outras fontes de receitas, que o Boavista não tem. O mais importante não é começar pelo telhado, é pela base e a base é tornar as receitas mais equitativas", rematou Murta.