Saída de Vasco Seabra do Boavista será consumada hoje

Saída de Vasco Seabra do Boavista será consumada hoje
Filipe Alexandre Dias / Manuel Casaca / Ana Luísa Magalhães

Tópicos

A decisão está tomada e o clube já pensa em alternativas, apurou O JOGO. O treino foi adiado da manhã para a tarde, para que se acertem os termos da rescisão

A saída de Vasco Seabra do comando técnico do Boavista é uma decisão tomada pela administração do clube que será ainda esta terça-feira consumada. Após um dia de folga, o plantel voltaria aos treinos nesta manhã, mas O JOGO sabe que a sessão de trabalho foi adiada para a tarde, de forma a que as partes se possam reunir.

O contrato do treinador é válido até 2022 e os termos para a rescisão são, basicamente, os únicos pontos que restam debater, até porque o clube já está concentrado em encontrar uma alternativa.

Vasco Seabra ficou, de certa maneira, algo surpreso com a decisão, pese a cada vez mais percetível contestação dos adeptos nas redes sociais, o espaço no qual, com os estádios fechados, se fazem ouvir. "O treinador tem sempre o lugar em risco e isso nunca será uma preocupação. Estou focado em trabalhar todos os dias", disse, contudo, no rescaldo do nulo em casa do Rio Ave.

Em nove jornadas, o Boavista venceu uma, na receção ao Benfica (3-0), empatou cinco e perdeu três. Pelo meio, bateu o Vizela na Taça de Portugal - 1-0 após prolongamento.

Contratado em julho, o técnico acolheu um plantel reconstruído quase na totalidade, embalado pela entrada do grupo do empresário Gerard López na SAD. Com nomes como Angel Gomes, Javi García ou Adil Rami, as expectativas escalaram, mas os resultados não acompanharam.