Reggie Cannon sofreu rotura e está em contrarrelógio

Reggie Cannon sofreu rotura e está em contrarrelógio

O norte-americano sofreu rotura num adutor na seleção e terá de parar entre quatro a cinco semanas.

Reggie Cannon está fora do jogo particular de terça-feira com a Arábia Saudita. O internacional norte-americano sofreu uma rotura num adutor que o impede de competir entre quatro a cinco semanas. Um revés também na regularidade do seu percurso no Boavista e que obrigará Petit a ensaiar alternativas para o reatamento do campeonato.

Esta paragem forçada pode, também, gerar ansiedade, tendo em conta as expectativas de Cannon em participar no Mundial do Catar. As previsões, no entanto, são animadoras e, se tudo correr dentro do previsto, o desejo do lateral-direito não será afetado, porque pode voltar a competir na Liga Bwin a tempo de manter-se nos eleitos do selecionador americano, Gregg Berhalter.

Reggie Cannon tem estado em todas as convocatórias dos Estados Unidos e jogado com regularidade: no último jogo, com o Japão, o defesa fez toda a segunda parte. A sua recuperação atempada será uma uma forte possibilidade de o Boavista ter um jogador no Mundial.

A partir desta segunda-feira, Petit centra a atenção no possível substituto de Cannon no sistema habitual de três defesas (Cannon, Sasso e Abascal). À partida, o treinador não terá grandes problemas, pois dispõe de alternativas. Robson, um dos reforços desta temporada, e Filipe Ferreira, que, apesar de ser lateral-esquerdo, já atuou várias vezes nesse sistema. Petit tem também Pedro Gomes, central de 19 anos, e, em último recurso, o experiente Ricardo Mangas e ainda Bruno Onyemaechi.