"Petit é uma grande personalidade, não só dentro do clube, mas em todo o país"

"Petit é uma grande personalidade, não só dentro do clube, mas em todo o país"

Em entrevista ao jornal eslovaco "Sport", que teve direito a chamada à primeira página, o ponta-de-lança falou do momento na seleção, recordou a vitória sobre o Sporting e o primeiro golo em Portugal.

Bozeník está orgulhoso pelo seu contributo na seleção eslovaca e no Boavista. O ponta-de-lança fez questão de realçar este momento positivo da sua carreira numa entrevista ao jornal "Sport", que teve chamada à primeira página, e na qual teve oportunidade de recordar o triunfo sobre o Sporting.

"Fizemos uma exibição de qualidade, e é para continuar", garante Bozeník, que descreve Petit como "uma grande personalidade, não só dentro do clube, mas em todo o país" e está a "liderar a equipa na direção certa". "Coloca grande ênfase na disciplina" e lembra aos jogadores que "já ganhou um título de campeão como jogador do Boavista. Ele é muito útil para mim", reforçou.

A escolha do Boavista teve como propósito "jogar regularmente", o que tem conseguido, e também já se estreou a marcar, no triunfo sobre o Paços de Ferreira.

"O primeiro golo é sempre especial. Fiquei muito feliz por já ter conseguido, mas fiquei ainda mais feliz porque deu a vitória", recordou, acreditando que haverá mais para ajudar o clube, que qualifica de "muito bom." "Tem uma história rica, sinto-me muito bem e agradeço a oportunidade de trabalhar no Boavista", completou.

Bozeník está emprestado pelos holandeses do Feyenoord, num acordo que prevê opção. Para já, o eslovaco centra-se no que o momento oferece. "O campeonato português é bom. Veremos o que o tempo traz. Quero jogar regularmente, marcar golos e conseguir vitórias. Veremos o que acontece no final da temporada", rematou.