Mais um nome de peso na rota do Boavista: agora é Garay

Mais um nome de peso na rota do Boavista: agora é Garay
Mónica Santos

Tópicos

Depois de Javi García, também Garay está disponível para se juntar ao xadrez, numa época já marcada pelo reforço da capacidade financeira da SAD, com novo acionista.

O campeonato ainda nem começou e as mudanças no Boavista já são evidentes, com a capacidade da SAD no mercado claramente fortalecida com o novo acionista maioritário, o empresário Gérard Lopez, dono do Lille (França) e do Mouscron (Bélgica): a poucos dias do primeiro teste da equipa de Vasco Seabra na Liga vive-se a expectativa de mais uma contratação sonante, o internacional argentino Ezequiel Garay, que os adeptos portugueses conheceram com a camisola do Benfica entre 2011 e 2014 (oriundo do Real Madrid).

Aos 33 anos, o central terminou contrato com o Valência e circulam notícias de que pretende voltar a Portugal, e de que está disposto a aceitar as condições do Boavista. Ao final do dia de ontem não havia qualquer compromisso da SAD com Garay. O defesa está na fase final da recuperação de uma lesão grave e só em novembro poderá retomar a atividade. No balneário do Bessa mora já o médio espanhol Javi García, com quem Garay se cruzou na Luz na primeira temporada em Portugal.

Além dele, moram ainda três outros reforços contratados para o eixo da defesa: o francês Rami, o nigeriano Chidozie, o mexicano Alejandro Gómez e o brasileiro Jackson Porozo. De saída está uma quarta opção, Gustavo Dulanto, que não faz parte dos planos para esta nova temporada que ainda nem começou e já transborda de expectativa, perante a qualidade dos reforços, alguns ainda a caminho. Os próximos dias deverão mostrar se a vontade da SAD coincide com os planos de Garay para voltar à I Liga.