João Pedro Sousa fica sem cinco futebolistas internacionais

João Pedro Sousa fica sem cinco futebolistas internacionais

Jogos de seleções colocam o treinador axadrezado, temporariamente, refém de dois guarda-redes, um defesa, um médio e um avançado

O plantel do Boavista terá menos cinco jogadores durante a próxima pausa para os compromissos de seleções, que se estende até 12 de outubro. Nas sessões de treino axadrezadas que se seguem, João Pedro Sousa não vai poder trabalhar com Kenji Gorré, Alireza Beiranvand, Marcelo Djaló, Makouta e João Gonçalves.

Gorré representará o Curaçau, a 6 e 9 de outubro, nos embates de preparação com Bahrain e Nova Zelândia. Alireza defenderá as redes do Irão, a 7 e 12, em jogos de qualificação para o Mundial'2022, ante os Emirados Árabes Unidos e a Coreia do Sul.

Marcelo Djaló atuará, a 6 e 9 de outubro, pela Guiné Bissau diante de Marrocos, num duplo duelo de apuramento para o próximo Mundial, assim como Makouta, mas no caso representará o Congo em duplo desafio, a 8 e 12 deste mês, contra o Togo.

Por último, João Gonçalves integra a convocatória do selecionador nacional Rui Jorge para os jogos de qualificação para o Campeonato da Europa de sub-21, a realizar em 2023, frente à Islândia (dia 7) e Chipre (dia 12), ambos fora do país.

Cumprida a nova paragem internacional, estes cinco jogadores estarão de regresso poucos dias antes do embate do Boavista, relativo à terceira eliminatória da Taça de Portugal, perante o Rio Ave, agendado para 17 de outubro.