Vieira quer dez milhões por Seferovic e há novo clube atento. São agora quatro

Vieira quer dez milhões por Seferovic e há novo clube atento. São agora quatro
Vítor Rodrigues/Pedro Miguel Azevedo

Tópicos

O quinto classificado da última liga francesa apurou-se para a Liga Europa e pondera contratar o internacional suíço.

Haris Seferovic é um dos jogadores que o Benfica tem no mercado e, do mesmo, continuam a surgir indicações de que o avançado tem portas abertas para jogar na próxima época. Ao que O JOGO apurou, uma delas é a do Rennes, equipa que terminou a última liga francesa em quinto lugar.

O clube gaulês vê com interesse a contratação do avançado suíço, até porque nesta época irá precisar de poder de fogo tanto para as provas domésticas como na Liga Europa. Do lado do Benfica existe disponibilidade para negociar a saída do internacional helvético, ainda ao serviço da seleção do seu país no Mundial da Rússia, mas Luís Filipe Vieira apenas encara um acordo com valores a rondar os dez milhões de euros. O Benfica, recorde-se, contratou Seferovic em final de contrato com o Eintracht Frankfurt tendo pago em prémios e taxas de intermediação 3,9 milhões de euros.

A possibilidade de rumar à liga francesa encaixa na exigência de Seferovic em apenas jogar nos principais campeonatos da Europa. França pode satisfazer essa pretensão, tal como outros clubes que estão a acompanhá-lo, casos dos ingleses do Brighton e do West Ham e dos alemães do Wolfsburgo. Na Luz, agora tapado pelos reforços Ferreyra e Castillo, além do goleador Jonas, o suíço sabe que dificilmente terá espaço em 2018/19 para ser aposta de Rui Vitória, algo que pesará na sua decisão quanto ao futuro.

O ano civil de 2018 tem sido negro para o avançado: não marcou golos pelo Benfica e, na seleção, apenas o fez por uma vez, no particular com o Japão, a 8 de junho. No Mundial, o jogador também está em branco apesar de ter sido titular frente a Brasil e Sérvia nos primeiros jogos da fase de grupos. Seferovic ficou no banco ante a Costa Rica e resta saber se voltará à equipa amanhã contra a Suécia, nos "oitavos".