Vieira explica contratações do Benfica: "Com credibilidade pode-se fazer coisas diabólicas"

Vieira explica contratações do Benfica: "Com credibilidade pode-se fazer coisas diabólicas"

Presidente do Benfica, Luis Filipe Vieira, concedeu uma larga entrevista à RTP 3, na qual abordou os principais temas da atualidade da equipa encarnada, tais como reforços e o investimento no plantel de Jorge Jesus

Subida da fasquia do preço dos reforços: "Não, eu acho que os benfiquistas não devem estar preocupados com isso. O primeiro título que o Benfica adquiriu foi o da credibilidade. Nunca o Benfica comprava por 20 milhões. O Waldschimdt custava mais dinheiro no ano passado e compramo-lo agora. O Darwin será uma referência em termos de futuro no futebol mundial. Além do retorno desportivo, também financeiramente vamos ter retorno. No tempo em que vivemos hoje, com a incerteza por causa da pandemia, não é o Benfica, Sporting ou o Porto que não vai atravessar sérias dificuldades. O Benfica tem cumprido todos os seus compromissos sobre pena de ter que criar divida. O Benfica era o clube mais rápido a recuperar antes. Sobre as aquisições, posso dizer que há jogadores comprados e a serem pagos a cinco anos sem juros. Volto a dizer que quando há credibilidade, pode-se fazer coisas diabólicas. É em alturas de crise que se deve investir. No atual estado do Benfica, será fácil recuperar 100 milhões de euros."

Mandato direcionado para a vertente desportiva: "Já ouvi dizer que com a formação não se ganhava tudo. Ouvi críticos a repetir a mesma coisa. Agora inverte-se a ideia. Estão todos muito preocupados com a vertente desportiva e não a financeira. Nunca me intrometi em qualquer construção de plantel. O Benfica fez a segunda melhor década de futebol, esta que passou. Entendemos que devíamos começar a nova década a pensar na vertente desportiva. Em termos de modalidades, o Benfica fez a melhor década de sempre na sua história. Temos ambições de ganhar, ganhar e ganhar. Partindo para esta década, pensamos na vertente desportiva e acho que fizemos grandes contratações no Benfica para isso mesmo."