Vice-presidente do Benfica pede "respeito" por Vieira, Rui Vitória e Luisão

Vice-presidente do Benfica pede "respeito" por Vieira, Rui Vitória e Luisão

Varandas Fernandes assegura que "não é uma derrota" que será capaz de deitar abaixo o Benfica.

Varandas Fernandes abordou esta terça-feira, em entrevista à Antena 1, o atual momento do Benfica, garantindo que "não será uma derrota a deitar abaixo" o trabalho levado a cabo pela estrutura do clube ao longo dos últimos anos.

"Quem está na Direção do Benfica e trabalha numa estrutura tão profissional como a do clube são pessoas de diálogo, que conversam, que debatem nos sítios certos, nas alturas próprias, não são pessoas que estão de costas voltadas", atirou o vice-presidente do emblema encarnado, um dia depois de Rui Gomes da Silva ter colocado em cima da mesa a hipótese de se candidatar à presidência.

"O Benfica é um clube que traz diariamente preocupações, projetos e muito trabalho. As pessoas estão todas imbuídas num espírito de trabalho e de tornar o Benfica maior, com mais vitórias. Não é uma derrota que nos desanima. Deixa-nos tristes, é certo, não era isso que desejávamos, mas não é uma derrota que nos deita abaixo", prosseguiu o dirigente, que pediu respeito para com o presidente das águias, Luís Filipe Vieira:

"É um presidente que tanto tem dado, tanto tem trabalhado pelo Benfica e tantas horas tem dedicado ao clube. Não se pode avaliar as coisas de uma forma emotiva. O que conta é os sócios participarem e estarem presentes na vida do Benfica", frisou, antes de aplicar o mesmo discurso a Rui Vitória e Luisão.

"Não se esqueçam de que [Rui Vitória] é bicampeão nacional. Temos o máximo respeito por ele. Tem feito um trabalho extraordinário no Benfica. Temos uma relação de confiança com Rui Vitória e uma satisfação enorme por ele ser nosso treinador. Luisão está no Benfica há mais de uma década, é o capitão da equipa principal e com isto digo tudo sobre o nosso sentimento em relação ao Luisão. É um atleta que inspira respeito e que merece o nosso respeito", rematou Varandas Fernandes.