Veríssimo em balanço: "Houve momentos em que deveríamos ter sido mais competentes"

Veríssimo em balanço: "Houve momentos em que deveríamos ter sido mais competentes"

Declarações do treinador do Benfica em reação ao triunfo, por 2-0, na visita ao Paços de Ferreira, em jogo da 34.ª e última jornada da Liga Bwin

Balanço: "Houve momentos em que deveríamos ter sido mais competentes e incluo-me nisso como treinador, mas há que ter a consciência que a equipa deu respostas positivas, como na Liga dos Campeões, no jogo com o Sporting em Alvalade. Parecia que, antes de jogarmos, os resultados já estavam feito. Demos respostas a isso. Não saio com noção de missão cumprida, pela falta de títulos, mas demos tudo, nós e jogadores."

Aspetos positivos do trabalho feito: "Ficaram objetivos por atingir, mas temos de ver o copo meio cheio. Em função do número de jogadores utilizados, tiveram mais volume competitivo, como o Gonçalo Ramos, Paulo Bernardo, Darwin, pelos golos marcados... Só não marcámos em duas jornadas. A possibilidade que demos a jovens do clube, para mostrarem qualidade... Se há gente que os conhece bem, sou eu. Olho mais para as questões qualitativas do que quantitativas. Ficaram coisas interessantes para o que é o futuro do Benfica."

Conselho a Veríssimo antes de começar: "Esse conselho fica só para mim. Em todas as circunstâncias, temos de fazer sempre uma reflexão. Aquilo que devo registar, estando tranquilo, tomei as melhores decisóes com base nos dados que tinha. Olhando para trás, talvez tivesse tomado outras decisões. Mas fico tranquilo com o que fiz mediante as circunstâncias. Houve coisas que correram bem, outras não."

Apoio dos adeptos em Paços: "Esperava ter apoio, claro. Desde janeiro, sentimos apoio dos adeptos. Têm direito a manifestar-se, claro. Também queremos estar a vencer por dois ou por três aos 15', mas não foi possível. Só temos de ter poder de encaixa face às manifestações dos adeptos. Foram mais as vezes em que sentimos apoio do que o contrário."