Vieira acusado de usar dinheiro do Benfica na esfera privada. Ação cível visa destituição

Vieira acusado de usar dinheiro do Benfica na esfera privada. Ação cível visa destituição

Sócio do Benfica avançou com ação cível contra o presidente do clube da Luz.

Jorge Mattamouros, advogado e sócio do Benfica, avançou com uma ação cível em tribunal contra Luís Filipe Vieira por violação dos estatutos, acusando o presidente do Benfica de usar dinheiro do clube "na esfera privada", avança a TVI.

De acordo com a estação televisiva, em causa está o pagamento a funcionários da Promovalor, empresa do líder encarnado, e há uma testemunha que corrobora as alegações. Ora, segundo o jornal Público, Mariana Mortágua, deputada do Bloco de Esquerda, "é uma das testemunhas indicadas" por Mattamouros.

O advogado de litígios internacionais considera que Vieira utilizou o estatuto de presidente do Benfica "para resolver questões do foro privado", como a reavaliação da dívida ao Novo Banco, pela qual já foi ouvido em comissão de inquérito parlamentar.

O Público acrescenta que a ação cível interposta por Jorge Mattamouros tem por objetivo pedir a impugnação do resultado das últimas eleições do Benfica e, consequentemente, a destituição de Luís Filipe Vieira.