Tribunal rejeita novamente liberdade de Vale e Azevedo

Tribunal rejeita novamente liberdade de Vale e Azevedo

Terceiro pedido de libertação imediata foi recusado pelo Supremo Tribunal de Justiça.

O Supremo Tribunal de Justiça recusou o terceiro pedido de libertação imediata ("habeas corpus") de João Vale e Azevedo, extraditado para Portugal a 12 deste mês, depois de quatro anos e meio retido em Londres. A decisão da 5ª Secção do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) foi tomada por unanimidade.

O segundo pedido de "habeas corpus" foi rejeitado a 7 novembro, enquanto um primeiro, interposto a 16 de outubro, nem sequer foi apreciado, uma vez que o vice-presidente do STJ determinou o seu arquivamento. Um outro pedido de libertação imediata foi pedido por um familiar do antigo presidente do Benfica e foi igualmente recusado pelo Supremo.