Tribunal decide: Fisco obrigado a devolver dinheiro a Luís Filipe Vieira

Tribunal decide: Fisco obrigado a devolver dinheiro a Luís Filipe Vieira

Tribunal Administrativo e Fiscal de Sintra entendeu terem sido cobrados de forma indevida a Vieira 1,6 milhões de euros.

O Estado português vai ter de devolver a Luís Filipe Vieira 1,6 milhões de euros com juros devido a uma liquidação adicional de IRS que o Tribunal Administrativo e Fiscal de Sintra entendeu ter sido cobrada de forma indevida ao presidente do Benfica.

No registo do IRS de 2010, o dirigente das águias apresentou uma mais-valia de oito milhões de euros relativos à venda de um conjunto de ações, tendo o Fisco notificado Vieira de que teria de pagar os referidos 1,6 milhões de euros devidos a uma taxa de 20 por cento sobre a mais-valia.

Na altura Vieira pagou o valor exigido mas contestou a decisão, vendo agora a situação corrigida a seu favor por ordem judicial.