Sem acordo com Cavani, Benfica avança por outro dianteiro

Sem acordo com Cavani, Benfica avança por outro dianteiro
Marco Gonçalves | Rafael Toucedo

Tópicos

Livre no mercado, após terminar contrato com o campeão francês, Cavani pediu para receber o bolo em três anos, com salário de 10 milhões limpos. Pagamento estava previsto para ser feito em seis

Nome forte para o plantel encarnado versão 2020/21, Edinson Cavani é nesta altura um tema caído por terra para o Benfica. A SAD encarnada apostava na contratação do internacional uruguaio, ex-PSG, para fazer dele uma referência no ataque de Jorge Jesus, mas após várias semanas de negociações o Benfica decidiu interromper o processo devido a divergências nos valores.

Depois das elevadas diferenças iniciais, as duas partes tinham chegado a uma plataforma de entendimento, trabalhando a partir daí nas questões fiscais e na forma de pagamento dos valores acordados. Porém, nas últimas horas, Cavani e o seu irmão e empresário, Walter Gugliemone, pediram para aumentar o bolo do salário, solicitando dez milhões de euros limpos por ano.

Além disso, Cavani pretendia receber esse dinheiro nos três anos de contrato previamente acertados, sendo que o plano anterior estabelecia o pagamento em até seis anos. Perante estas divergências, o processo sofreu um retrocesso, levando as águias a abandonarem a mesa de negociações, sendo que no Uruguai a Imprensa daquele país não dá, contudo, o assunto definitivamente por terminado.

De olho na conquista do título e com ambições de voltar a chegar longe na Liga dos Campeões, o Benfica apostou na contratação de Cavani - isto depois de já ter assegurado atletas como Vertonghen, Everton e Waldschmidt -, tendo Jorge Jesus assumido que gostaria de contar com o internacional uruguaio, que nas últimas sete temporadas, ao serviço do PSG, marcou 200 golos, em 301 jogos, apresentando no currículo 341 tentos na Europa.

Ataque em força por Darwin Nuñez

Contratação independente da possibilidade de Cavani assinar pelo Benfica, Darwin Nuñez, avançado que se destacou na última temporada no Almería, no segundo escalão de Espanha, ganha agora, sabe O JOGO, força nas opções das águias para reforçar o plantel de Jorge Jesus.

A SAD encarnada já encetou contactos no sentido de saber as condições necessárias para poder tentar a contratação do internacional uruguaio e prepara-se agora para avançar com uma proposta pelo atleta, sabendo, contudo, que terá de abrir os cordões à bolsa.

Além de Southampton e Wolfsburgo, que já viram recusadas propostas de 12 e 20 milhões de euros, respetivamente, há clubes como RB Leipzig, Inter, Nápoles e até Barcelona, Sevilha, Bétis e Villarreal interessados no jogador. Apesar da concorrência e da exigências do Almería, o Benfica acredita que terá argumentos para agarrar o jogador, oferecendo-lhe um lugar de destaque no plantel.