Schmidt e uma garantia para o mercado de inverno: "Não haverá grandes mudanças"

Schmidt e uma garantia para o mercado de inverno: "Não haverá grandes mudanças"
Redação

Tópicos

Declarações de Roger Schmidt, treinador encarnado, em conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o Penafiel, relativo à segunda jornada da fase de grupos da Taça da Liga e que está marcado para sábado, às 20h45.

André Almeida tem hipóteses de jogar ou terá de sair em janeiro? "Sim, todos os jogadores são opções. Ele está no plantel e agora tenho de fazer uma escolha, tal como fiz com Gilberto, que foi titular no início da época e que entretanto tem sido suplente de Alexander Bah. Amanhã farei a decisão quanto ao futuro de alguns jogadores e em relação à janela de inverno. Podemos fazer ajustes no inverno, tal como no verão, mas não haverá grandes mudanças. Tudo dependerá dos jogadores".

Julian Draxler: "Concordámos, quando assinámos com ele, que não estaria numa forma de topo. Esteve lesionado, não fez cirurgia e não teve uma reabilitação perfeita. O PSG decidiu colocar alguns jogadores a treinar à parte [na pré-época] e Draxler foi um deles. Sabíamos disso, mas também sabemos que é um jogador de topo e que precisa de minutos. Infelizmente lesionou-se frente ao FC Porto e esteve de fora durante mais ou menos quatro semanas. Agora voltou e vai jogar amanhã. Precisamos que volte à minha forma, mas a sua qualidade e inegável e pode vir a ser muito importante para nós na segunda metade da época. Ele pode ser uma boa opção e uma grande arma".

Está invicto há 26 jogos e a cinco vitórias do recorde absoluto do clube: "Nós vemos sempre da nossa perspetiva. Temos de estar focados durante toda a temporada, por isso não olhamos demasiado em frente e preparamos apenas o próximo jogo. Cada jogo é muito complicado, isso vê-se no Mundial, que já teve algumas surpresas. O futebol é muito especial e isto não é como basquetebol. Há poucos golos e cada jogo é um desafio. Não faz muito sentido pensar em recordes ou estatísticas, o meu foco está nos 90 minutos. Amanhã queremos criar o máximo de oportunidades e não deixar que eles cheguem perto da nossa baliza. Queremos dominar os jogos e essa é a razão de termos vencido tantos jogos nestes primeiros meses".