Sander Berge na mira do Benfica para fazer concorrência a Florentino

Sander Berge na mira do Benfica para fazer concorrência a Florentino
António M. Soares/Filipe Alexandre Das/Pedro Miguel Azevedo

Tópicos

O internacional A norueguês está avaliado em 22 milhões de euros e é um jogador já pretendido por alguns outros grandes clubes europeus. Leitura de jogo, desarme e capacidade de passe distinguem-no.

O médio Sander Berge, atualmente ao serviço do Genk, da Bélgica, está debaixo de olho por parte do Benfica. Ao que O JOGO apurou, o jovem de 21 anos agrada à estrutura encarnada, estando a ser desenvolvidos esforços para que o internacional norueguês venha a reforçar o plantel de Bruno Lage e ser, na próxima época, um concorrente direto de Florentino.

Berge tanto joga na posição seis como na oito, primando pela capacidade física (tem 1,93 metros) mas também pela capacidade de desarme, leitura de jogo e qualidade técnica tendo, por exemplo na última temporada, atingido uma eficácia de passe de 91 por cento. Este é um jogador ao qual o Benfica está atento desde há muito e ainda há um ano foi tornado público que o clube da Luz o seguia de forma acesa. Na altura, o negócio não avançou, algo que desta vez poderá ser diferente muito embora as águias aqui enfrentem uma forte concorrência dada a qualidade do atleta: Sevilha e Tottenham foram apontados recentemente como estando na corrida pelo jogador. No que se refere aos espanhóis, terão visto ser recusada uma oferta de 15 milhões de euros ainda no ano passado, o que indicia que os encarnados terão de colocar na mesa negocial do Genk uma quantia acima desse valor. Aliás, e usando como referência o sítio especializado em mercado "Transfermarkt", o médio está avaliado em 22 milhões de euros sendo por isso o norueguês mais "caro" do panorama atual, ficando mesmo à frente do conhecido Martin Odegaard.

Com contrato a terminar em 2021 com o clube belga, que se sagrou campeão esta época, Berge foi peça essencial, jogando 40 partidas, somando 3158 minutos e apontando dois golos, além de ter feito quatro assistências para colegas. Internacional A pela Noruega, onde já jogou em 14 partidas e após ter passado por todas as seleções jovens do seu país, o médio começou a jogar no Asker antes de ingressar no Valerenga. Daqui, saiu para o Genk em 2016/17 a troco de dois milhões de euros.