"Rui Vitória? Não houve aproximação nenhuma, ambos estávamos focados nos nossos jogadores"

"Rui Vitória? Não houve aproximação nenhuma, ambos estávamos focados nos nossos jogadores"

Jorge Jesus em sala de Imprensa após o triunfo por 2-0 sobre o Spartak, comandado por Rui Vitória, em Moscovo.

Exibição foi de nível de Champions? "Para andares nesta alta roda da Liga dos Campeões, estamos numa fase de apuramento, tens de apresentar qualidade, senão não consegues. Hoje o Benfica fez um jogo com muita qualidade, técnica e tática. Foi uma equipa taticamente criativa, tecnicamente e individualmente também muito criativa. Ganhou 2-0, podia ter ganho quatro ou cinco, se houvesse VAR, não tenho dúvida nenhuma. Houve dois penáltis na área do Spartak, aquilo foi andebol, não foi futebol. Para além das oportunidades que tivemos na primeira parte. Fomos uma equipa realista, forte naquilo que o jogo define, no nível técnico e tático, parabéns aos jogadores."

Rui Vitória: "Não é a primeira vez que nos defrontámos em equipas diferentes, onde eu ganhei e perdi. Hoje o que importava era o Benfica jogar para ganhar e com qualidade e foi o que Benfica fez. O Benfica ganhou ao Spartak, o Jorge Jesus como treinador do Benfica ganhou ao Spartak, isto não é nenhuma prova individual. O Spartak não foi tão forte. No futebol há sempre uma segunda hipótese, o Spartak ainda tem uma segunda hipótese de disputar a eliminatória, em Lisboa. Hoje fomos melhores, o Spartak tem boa equipa, tem um bom treinador, saímos do primeiro jogo em vantagem, mas isto não é como começa, é como acaba."

Disse que podia jogar em 4x4x2, jogou em 3x4x3, é o que dá mais garantia? "Tenho dito que o futebol vai mudar em termos de jogo coletivo, como o andebol e o basquetebol, não há uma equipa que tenha só uma ideia de jogo, é o que quero fazer com o Benfica, foi o que aconteceu hoje. Não quer dizer que sábado em Moreira a gente volte a jogar da mesma maneira, podemos jogar de outra. Hoje saiu bem, achávamos que este era o sistema ideal para jogar contra o Spartak. Acreditávamos que Spartak vinha jogar em 4x3x3, como fez. Fizemos um excelente jogo do ponto de vista técnico/tático. Podíamos ter saído com a eliminatória praticamente decidida, mas demos oportunidade do Spartak ter segunda chance, o futebol é quase sempre assim, dá quase sempre uma segunda chance."

Algum cumprimento a Rui Vitória? "Ele foi cumprimentar os jogadores dele, eu fui cumprimentar os meus e o árbitro, não houve aproximação nenhuma porque ambos estávamos focados nos nossos jogadores. Estou a falar por mim, nem reparei nisso. O Spartak tem boa equipa, antes já tinha convicção que íamos jogar contra uma boa equipa, depois do jogo mais convicção tenho que o Spartak tem bons jogadores e uma boa equipa."