Rui Gomes da Silva: "O silêncio só alimenta especulações e boatos"

Rui Gomes da Silva: "O silêncio só alimenta especulações e boatos"

O assessor jurídico Paulo Gonçalves da SAD do Benfica, Paulo Gonçalves, foi detido esta terça-feira por suspeitas de corrupção ativa

Rui Gomes da Silva reagiu à detenção de Paulo Gonçalves por suspeitas de corrupção ativa. O antigo vice-presidente do Benfica deu "o benefício da dúvida" ao assessor jurídico da SAD encarnada, mas admitiu que o caso "fragiliza" o clube da Luz.

"Há aqui uma questão que é a de que termos de dar o benefício da dúvida e a presunção de inocência. No fim do dia e do processo, espero que isto se trate de um enorme erro. Claro que isto fragiliza, isto só fragiliza o Benfica. Só dificultaria a disponibilidade para outros combates, para outras vitórias. Em termos desportivos, em termos de gestão, da relação com pessoal, mas acima de tudo prejudica mais em termos de imagem, em termos éticos, em termos da dimensão extra futebol", atirou Rui Gomes da Silva à SIC.

O ex-dirigente encarnado pediu ainda a Luís Filipe Vieira que esclareça os benfiquistas, de forma a acabar com "especulações e boatos". "O silêncio só alimenta especulações e boatos. Se fosse presidente do Benfica, falaria imediatamente, esclareceria. Diria aquilo que Luís Filipe Vieira disse em Braga, que os benfiquistas podem dormir descansados, que não há atos de corrupção, que não há nada que possa ter atacado, que a direção do Benfica em termos éticos, administrativos, criminais e judiciais é inatacável. Essa é a primeira palavra que espero de Luís Filipe Vieira em relação a esta matéria. E também de Paulo Gonçalves, quando se sentir apto para o dizer", rematou.