Rui Costa: "Assumo as minhas responsabilidades por esta época"

Rui Costa: "Assumo as minhas responsabilidades por esta época"

Declarações de Rui Costa, presidente do Benfica, esta quarta-feira no evento Corporate, que juntou o clube da Luz e os seus parceiros.

Evento: "Estes encontros do Benfica Corporate Club garantiram já um espaço muito especial na agenda anual do Sport Lisboa e Benfica. Momento simbólico para todos, mas sobretudo, de uma extraordinária importância para o clube. Importância pelo muito que todos vós, e as empresas que representam, aportam à estratégia de sucesso desportivo que ambicionamos, ao crescimento do clube e à afirmação da marca Benfica. É um momento de público reconhecimento. Momento de gratidão pelo vosso contributo na consolidação do estatuto do Benfica, enquanto maior clube nacional e aquele que, no plano internacional, é o mais reconhecido dos clubes portugueses. Não o digo com sobranceria, mas, sim, com uma certeza inabalável, confirmada pela nossa gloriosa história e com um orgulho imenso naquilo que somos e representamos."

Capacidade de atração: "Entre os dez principais sponsors, oito são multinacionais. Dado revelador da capacidade de atração e do interesse que a marca Benfica desperta. Revelador também, para além dos cerca de 500 sponsors e membros do Benfica Corporate Club, é o conjunto de outros parceiros do Benfica. São mais 1236 empresas que estão associadas ao Clube através do Programa Mais Vantagens, do nosso cartão de sócio, ou licenciadas para a comercialização e distribuição de produtos Benfica. Números extraordinários e que ganham outra expressão se tivermos em consideração os dois anos de pandemia e tudo o que esse período representou para o tecido empresarial. Inacreditável, de facto. Realidade apenas ao alcance de um grande clube."

Ambição: "Sendo a primeira vez que me dirijo a vós, na qualidade de presidente do Sport Lisboa e Benfica, não poderia deixar de expressar aquilo que ambiciono para o clube. Esta é a minha casa. Aqui cresci. De apanha-bolas a jogador de futebol. De diretor desportivo a administrador e vice-presidente, culminando nas funções atuais. Mas a minha aspiração para o Benfica não é diferente daquilo que desejam os milhões de sócios e adeptos espalhados pelos quatro cantos do mundo. Ambiciono um Benfica que honre a sua história e os valores dos nossos fundadores. Ambiciono um Benfica ganhador, que entre em campo com o objetivo único de tudo fazer para ganhar."

A época: "Nesta temporada, se na Liga dos Campeões fizemos uma caminhada que, dadas as circunstâncias, nos orgulha, eliminando Spartak Moscovo, PSV, Barcelona, Dínamo Kiev e Ajax, quebrando apenas com o Liverpool, pese embora o extraordinário empate a três alcançado em Inglaterra, o certo é que nas competições nacionais estivemos longe daquilo que pretendemos. Assumo-o sem qualquer tipo de rodeios porque é essa a minha forma de estar. Assumo as minhas responsabilidades por esta época e assumirei sempre, sem hesitar, tudo o que precisar de assumir. Não me escondo, não me esconderei nunca, atrás de ninguém nem de nada".

Futuro: "Quando fui eleito em outubro, tinha perfeita noção do imenso trabalho que tinha pela frente, para voltarmos a ser esse Benfica que desejamos, e que não duvido iremos alcançar. Faremos tudo o que nos compete para lá chegar. Nós, dirigentes, técnicos, jogadores e adeptos do Benfica, faremos a nossa parte. E apenas exigimos que todos os intervenientes neste maravilhoso desporto, todos sem exceção, cumpram com seriedade as suas funções e responsabilidades."