"Renovar com Jesus com o atual salário? Nunca"

"Renovar com Jesus com o atual salário? Nunca"

O antigo dirigente do Benfica considera excessivo o valor do contrato de Jorge Jesus, cujo contrato com o clube encarnado termina em junho de 2015.

"Pelos valores atuais de que se fala não. Jamais. O Benfica não está em situação de pagar estes valores seja a que técnico for. Quanto ao resto, penso que sim. Se renovar for o desejo do presidente, tudo bem, ele é quem manda, a responsabilidade é dele", disse António Figueiredo, em declarações à Rádio Renascença.

O ex-dirigente do Benfica não tem dúvidas.- "O senhor Jorge Jesus nunca deveria ter um contrato deste valor. Substitutos? Não faltam treinadores desejosos de treinar o Benfica e ter a possibilidade de ter a mesma massa humana que o presidente Luís Filipe Vieira deu a Jorge Jesus. Nunca nenhum treinador português, nos últimos 15 anos, teve à disposição o nível e quantidade de jogadores que Jorge Jesus teve."

Afastado das provas europeias, o Benfica passou a estar obrigado a vencer o campeonato? António Figueiredo não tem dúvidas. "Não devemos confundir o que sucedeu na Liga dos Campeões com aquilo que é o campeonato. O Benfica tem a obrigação, aliás, mais do que nunca, de ganhar este campeonato. É o mínimo que se exige mediante o que o treinador ganhar e o plantel de que dispõe".