Quique Flores sobre Schmidt: "Os treinadores alemães estão muito na moda"

Quique Flores sobre Schmidt: "Os treinadores alemães estão muito na moda"

Último treinador estrangeiro dos encarnados falou sobre a escolha de contratar Roger Schmidt

Quique Flores foi o último treinador estrangeiro a orientar o Benfica, na longínqua época 2008/09, e esta quarta-feira, o espanhol falou sobre a vinda de Roger Schmidt para comando técnico das águias, explicando a popularidade de que os técnicos alemães têm recebido no mercado.

"Os treinadores alemães estão muito na moda, mas não estão na moda só porque sim. São bons, são alegres no jogo, têm estilo ofensivos, não são especialmente táticos, mas são atrevidos na forma como montam as equipas", afirmou o técnico do Getafe, em declarações à Antena 1.

O treinador de 57 anos alertou, no entanto, que a pressão de vencer troféus será algo com que Roger Schmidt terá de se preocupar, isto porque o Benfica atravessa uma seca de três anos sem conquistas.

"É uma transição muito dura. Recordo-me quando cheguei aí, o Benfica tinha de ganhar títulos, esta época também não conseguiu. Passaram três anos e são momentos muito delicados para os adeptos. Está nas mãos do presidente levantar a moral dos jogadores e construir uma boa equipa", considerou, antes de falar também sobre Florentino Luís, médio encarnado emprestado esta época ao Getafe.

"É um profissional excelente. Quando joga e quando não joga mantém os níveis, está sempre pronto. Tem alguns aspetos a melhorar, mas é fantástico. Precisa de jogar para se valorizar", finalizou Quique Flores.