"Quantas mais vergonhas vamos de ter passar, como esta na Madeira?"

"Quantas mais vergonhas vamos de ter passar, como esta na Madeira?"

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Ricardo Martins Pereira deixou mensagem nas redes sociais. Já mostrou disponibilidade para avançar para a presidência do Benfica.

Ricardo Martins Pereira, que já anunciou a intenção de se candidatar à presidência do Benfica, deixou uma série de questões nas redes sociais, após o desaire dos encarnados em casa do Marítimo, por dois golos sem resposta.

"Vamos todos continuar a dizer que a culpa é só do Bruno Lage? Do Pizzi? Do Dyego Sousa? Da ausência do Samaris? Do Zivkovic? De um planeamento inadequado da época? Da entrega dos jogadores? Da pandemia? Até quando é que vamos continuar a procurar justificações pontuais para um insucesso que mostra ser estrutural? Até quando é que vamos continuar a insultar e a atacar os que criticam a forma como a direção está a gerir o nosso clube nos últimos anos, privilegiando os aspetos financeiros e descurando os resultados desportivos, como se os que criticam, porque querem o melhor para o Benfica, fossem os maus da fita?", escreveu.

"Até quando vamos continuar a engolir as narrativas da 'hegemonia do futebol nacional' e do 'Benfica europeu' e da 'melhor formação do mundo'? Até quando vamos continuar a achar que esta dependência de Jorge Mendes é fantástica para o Benfica, e que sem ela iríamos entrar em declínio? Até quando vamos achar que é absolutamente normal investir 60 milhões na contratação de jogadores, quando apenas um (Weigl) é titular, e todos os outros ou já saíram do clube, ou estão emprestados, ou jogam na equipa B? Até quando vamos continuar a achar que o domínio do futebol nacional se vai conseguir com uma equipa assente em jogadores que há um ano lutavam para não descer ao terceiro escalão, no Benfica B?", prosseguiu.

Ricardo Martins Pereira acaba por concluir que é necessária uma "mentalidade nova" no Benfica. "Quantos mais jogos e campeonatos vamos ter de perder para perceber que o problema do Benfica está no projeto da atual direção, que continua a olhar para o nosso clube como um negócio, uma empresa, e não como uma associação desportiva que é amada pelos seus sócios? Com quantos mais processos judiciais, buscas policiais, detenções por agressões de gentes das claques vamos ter de conviver até que todos percebamos que o Benfica mergulhou no lodo e tem o seu nome e reputação manchados a nível nacional e internacional? Quantas mais vergonhas vamos ter de passar, como esta de hoje na Madeira? O Benfica precisa de mudar, precisa de gente nova, de uma mentalidade nova, de um projeto novo, de um rumo diferente. Este modelo deu nisto", concluiu.