"Pré-época? Não me preocupa como no ano passado, tudo é diferente para melhor"

"Pré-época? Não me preocupa como no ano passado, tudo é diferente para melhor"

Técnico do Benfica fez a antevisão ao jogo de quarta-feira (20h00) com o V. Guimarães.

Jogo é última oportunidade para os que jogam menos? "Ao longo deste campeonato - e o jogo que fizemos na Madeira é exemplo - já fizemos modificações, como fizemos noutros jogos da Liga Europa, quando jogávamos de três em três dias. Rodávamos o plantel e este jogo assemelha-se a essa mesma ideia, jogas na quarta-feira e no domingo, a ideia é a mesma, independentemente do jogo ser mais ou menos importante. O da Taça [final contra o Braga] é o mais importante. A minha metodologia será igual. Quem jogar não é porque tem uma última oportunidade ou por outro motivo."

Público nas bancadas: "Claro que eu gostava, como todos nós gostávamos, que hovuesse adeptos neste último jogo e daqui para a frente. Se não é possível em defesa do coletivo, que é a nossa sociedade, acho que está certo. Também não é por mais 90 minutos que vai mudar alguma coisa. Se houvesse mais jogos, aí seria mais interessante, mas quem perdeu tantos jogos, perder mais um... Não se perde nada por aí. Quero dizer que o futebol tem todas as condições para ter público, é um ambiente controlado, aberto, não é em pavilhão, não é em cinemas... Tem condições para ter logísitca de segurança, as pessoas do futebol têm experiência, sabem o que é lidar com a covid-19 trabalhando, foram os primeiros a fazê-lo. Acho que por mais um jogo está bem. Em defesa da sociedade."

Sobre o arranque prematuro da próxima época: "Claro que me preocupa, a minha maior preocupação era poder estar fora disto, estar direto na Champions. Isso preocupa-me, mas não tanto como no ano passado. Este ano não vou trabalhar cinco semanas antes de começar a época, não vou trabalhar com jogadores que nunca tinham trabalhado comigo, vou trabalhar com uma equipa que tem um ano de trabalho comigo. E este ano são dois jogos [nas pré-eliminatórias], tudo é diferente para melhor."