"Samaris foi de uma beleza fantástica"

"Samaris foi de uma beleza fantástica"

Manuel Cajuda aponta a chave do sucesso do Benfica em Alvalade.

Manuel Cajuda fez um comentário à vitória do Benfica em Alvalade, graças a um golo de Mitroglou. O experiente treinador português revelou aquele que considera ter sido o segredo do sucesso das águias.

"O espírito de grupo e a leitura perfeita que o Benfica fez do adversário: o Sporting foi muito bem estudado. Parabéns aos dois treinadores. O jogo começou com uma intensidade fantástica, com as duas equipas a quererem ganhar - foram proativas", sublinhou, em declarações a O JOGO.

"Desta vez, o Benfica não se deixou surpreender. Teve o enorme mérito de nunca se desorganizar defensivamente Os laterais praticamente não subiram, para não serem apanhados pelas transições do Sporting. Os movimentos do sector mais recuado foram reforçados por um jogador de que pouca gente falou durante o jogo: Samaris. Foi de uma beleza fantástica e protegeu todo o quarteto defensivo. Além disso, o Benfica respondeu sempre bem a cada movimento tático do Sporting; as substituições são disso exemplo", elogiou Cajuda, antes de falar sobre a ausência de Júlio César na baliza encarnada, onde Ederson foi titular.

"Desde o momento em que Júlio César se lesionou que o Benfica foi preparando Ederson. Não se notou a ausência de Júlio César, mesmo sabendo-se que é o titular. Ederson esteve muito bem", anotou.