"Pensou-se que o futebol tirava as pessoas das urnas, mas não é o caso"

"Pensou-se que o futebol tirava as pessoas das urnas, mas não é o caso"

Bruno Lage fez a antevisão ao jogo da Taça de Portugal com o Cova da Piedade.

Paragem no campeonato: "Não sou crítico. Às vezes é importante testar outras coisas. Nas últimas eleições pensou-se que o futebol tirava as pessoas das urnas. Agora experimentou-se uma situação diferente e verificou-se que não é o caso. O calendário é igual para toda a gente. É preciso avaliar e tentar perceber o que aconteceu para as pessoas não irem às urnas. Só experimentado é que se chega a uma conclusão, não há fórmulas teóricas. Agora é continuar o calendário."

Ainda sobre a paragem: "Ficamos quase três semanas sem competir. Houve espaço para recuperar lesionados, para treinar coisas que achamos importantes para a nossa forma de jogar. Todos os convocados estão a 100% para jogar."

Jogo com o Cova da Piedade: "Esperamos um Benfica forte, com uma entrada forte em todas as competições. Há pouco espaço entre os jogos daqui para a frente e queremos uma boa entrada como fizemos no início da época."

Renovação de contrato: "O mais importante são os jogadores. Queremos construir um Benfica forte, com presente e futuro. A seu tempo falaremos sobre a minha renovação. Sinto-me muito feliz nesta casa, treinei todos os escalões, exceto os infantis. Este projeto é a minha cara. O mais importante é o que se constrói com os jogadores, nesse sentido temos de reforçar o sentido de capacidade e competência para segurar os jovens jogadores."