Pedro Guerra e os emails: "Não digo que não existiram, mas não me lembro"

Pedro Guerra e os emails: "Não digo que não existiram, mas não me lembro"

Comentador disse na TVI que não tem memória da troca dos emails divulgados pelo diretor de comunicação do FC Porto

Pedro Guerra reagiu, no programa Prolongamento, da TVI, à divulgação de emails feita pelo diretor de comunicação do FC Porto, Francisco J. Marques. "Conheço Adão Mendes. Não tenho intimidade com ele. Terei conhecido o Adão Mendes na final da Taça de Portugal, em 2013, em que Rui Vitória ganhou a Jorge Jesus. Ele veio ter comigo. Disse que apreciava os meus comentários sobre a arbitragem Lembro-me de ter respondido que joguei futebol e que sabia que a missão mais difícil, em campo, era apitar. Disse-me que era sócio do V. Guimarães e que o clube dele tinha um grande treinador. Quanto aos emails. ... Não me recordo... Não os tenho. Não os vi. Não me lembro desta troca de emails. Não digo que não existiu. Mas não me lembro", sublinhou.

O comentador acrescentou ainda que na altura, em 2013, não tinha qualquer função de responsabilidade no clube da Luz. "À época era apenas colaborador da BTV. Ainda agora sou. Não tinha qualquer função ou responsabilidade no Benfica. Era apenas sócio e colaborador, um mero comentador na BTV. Mas admitindo, em tese, não me lembro, mas admitindo... Fui ver, mas não encontro esses emails. Mas mesmo que tenha trocado, era apenas colaborador. Sem responsabilidade no Benfica. E, naquilo que li, não vejo nenhum ato que possa falar em corrupção", destacou.