Paulo Gonçalves assistiu na Luz ao Benfica-Boavista a convite de Vieira

Paulo Gonçalves assistiu na Luz ao Benfica-Boavista a convite de Vieira

Ex-assessor jurídico das e acusado em processo judicial assistiu à partida a convite do Benfica.

A presença de Paulo Gonçalves, acusado no processo e-Toupeira, na Luz, para assistir ao Benfica-Boavista, foi tema em destaque durante o dia nas redes sociais, até pelas limitações existentes no acesso aos estádios.

O JOGO apurou que o agora empresário de futebol, que mantém ligação comercial com as águias, foi convidado pelo clube da Luz, dentro da chamada quota presidencial. Isto é, enquadrado no número de pessoas que, sendo externas aos órgãos sociais do clube visitado, da Liga ou da FPF, podem assistir às partidas da Liga NOS.

No caso, viu o jogo de um camarote no piso superior, próximo de outro onde se acomodaram os jogadores não convocados e restante staff dos axadrezados. Segundo os regulamentos da Liga para a retoma das competições, a tribuna presidencial poderá receber 50 por cento da lotação, mas o uso de camarotes contíguos não está descartada desde que os utilizadores se incluam na referida quota máxima.

Segundo apurámos, o advogado que em 2007, iniciou a ligação à SAD do Benfica, também esteve num camarote do Estádio do Bessa, no Boavista-Benfica da primeira volta.