Operação Lex: "É um momento triste da nossa justiça, demonstrativo da incompetência"

Operação Lex: "É um momento triste da nossa justiça, demonstrativo da incompetência"
Redação

Tópicos

António Cunha Vaz foi porta-voz de Luís Filipe Vieira numa conferência de imprensa que decorreu esta tarde em Lisboa, dia em que o presidente do Benfica foi acacusado pela PGR no caso conhecido por Operação Lex.

António Cunha Vaz, porta-voz de Luís Filipe Vieira, lamentou esta sexta-feira que "o despacho de acusação" que coloca o presidente do Benfica como arguido na Operação Lex, tenha sido conhecimento pela comunicação social, "o que mostra bem o respeito pelos cidadãos que algumas pessoas que trabalham na justiça têm. Mas alguns, para se fazerem brilhar, gostam de fazer estas brincadeiras.", disse.

"É um momento triste da nossa justiça, demonstrativo da incompetência, para não dizer outras coisas, de uma parte do sistema judiciário que temos, nomeadamente da forma como se investiga. Há crimes risíveis, pela forma que têm, pelo nome que têm, e há imputações ainda mais risíveis pela imputação que têm. Os portugueses conhecem a velha teoria dos bodes expiatórios, mas nem o sr. Vieira alinha nisso nem quer alinhar em teorias da conspiração", acrescentou.

Cunha Vaz prosseguiu: "Luís Filipe Vieira não é acusado de ter pago nada a ninguém. A acusação tem cerca de mil páginas, para a semana que vem, em princípio o nosso advogado terá digerido toda a acusação e falaremos, talvez já com a presença de Luís Filipe Vieira. Ele é acusado de um crime ridículo. Começa-se por dizer que terá pago vantagens com bilhetes de futebol a uma pessoa que, dado o seu fanatismo clubístico e vontade que ainda tem de ser presidente do Benfica.... Sabem quando aconteceu? A nvestigação apareceu em 2017, dos três jogos internacionais que Rui Rangel foi, dois deles foram em 2014, um deles é que foi depois. Não deixa de ser estranho. Viagem ao Mónaco e Turim. Mostra mais uma ve a incompetência. Um deles foi a final da Liga Europa, insistiam que era a final da Liga dos Campeões. Não gosam de futebol ou têm alguma incultura. A acusação é toda uma série de montagens feita por quem não sabe o que está a fazer", concluiu.