Premium "O FC Porto era uma máquina e conseguimos essa façanha"

"O FC Porto era uma máquina e conseguimos essa façanha"
Paulo Nunes Teixeira

Tópicos

Em entrevista a O JOGO, Geovanni, que passou também Barcelona e Manchester City, entre outros emblemas, assume-se benfiquista e considera que 2003 foi um ano em que se iniciou uma nova fase no Benfica
,

Veio do Barcelona em 2003 e manteve-se na Luz três épocas e meia, numa fase de transição no Benfica, em que foi interrompido um longo jejum de títulos. Hoje, Geovanni, 40 anos, é empresário, em parceria com Cléber, ex-Nacional e V. Guimarães, e o seu antigo agente e sogro Roberto Assunção. À margem do futebol, prega a palavra de Deus como pastor voluntário, diz que há apreensão no Brasil face à pandemia, mas tem havido muita solidariedade para apoiar os mais carenciados. A O JOGO, o antigo extremo lembra a passagem pelos encarnados e fala com entusiasmo do Benfica.