O desabafo de Yaremchuk: "Estes sacanas bombardearam a minha cidade natal"

O desabafo de Yaremchuk: "Estes sacanas bombardearam a minha cidade natal"

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Lviv foi alvo de bombardeamentos esta terça-feira.

Roman Yaremchuk, avançado ucraniano do Benfica, deixou esta terça-feira um desabafo nas redes sociais, dia em que Lviv, onde nasceu, foi alvo de novos bombardeamentos. "Hoje, estes sacanas bombardearam a minha cidade natal com rockets", publicou numa "storie" do Instagram.

Pelo menos quatro explosões diferentes foram ouvidas no centro da cidade, próxima da fronteira com a Polónia, não tendo ficado claro qual era o alvo das forças russas, segundo a AP.

O presidente da Câmara Municipal de Lviv, Andriy Sadovyi, escreveu num serviço de mensagens que os habitantes deveriam abrigar-se e que os comboios não estão a circular.

Depois das explosões, os alarmes das viaturas dispararam, as sirenes de emergência foram ouvidas e a luz falhou momentaneamente.

Sadovyi reconheceu noutra mensagem que os ataques afetaram o fornecimento de energia, sem adiantar mais pormenores. De acordo com o autarca, os mísseis russos destruíram três centrais termoelétricas na cidade, que se encontra agora parcialmente privada de eletricidade.

Os bombardeamentos também foram relatados por autoridades locais nas regiões de Vinnytsia (centro), Odessa (sudoeste) e Kirovograd (centro), sem assinalar os danos.

A região da Transcarpácia, que faz fronteira com a Hungria no oeste da Ucrânia e até então poupada, foi afetada pela primeira vez desde o início da invasão russa em 24 de fevereiro. "Um míssil caiu numa área montanhosa da Transcarpácia. Os serviços estão a trabalhar no local, estamos a esclarecer informações sobre os feridos e possíveis vítimas", referiu o governador da região, Viktor Mikita, no Telegram.