"O Benfica insistiu muito para que Taarabt não viesse à seleção"

"O Benfica insistiu muito para que Taarabt não viesse à seleção"

A propósito dos casos do benfiquista e de Ziyech, do Ajax, Vahid Halilhodzic, o técnico da seleção, lançou duras farpas, acusando alguns clubes de pressionarem os seus atletas

O Benfica tentou a dispensa de Taarabt da seleção de Marrocos, devido aos problemas físicos que este apresenta, mas vai mesmo ficar sem o atleta até ao final dos compromissos da seleção magrebina, agendados para dia 11 e 15, com a Líbia e o Gabão, respetivamente. Isto porque, segundo revelou o selecionador Vahid Halilhodzic, o médio optou por permanecer ao serviço do seu país.

"O Benfica insistiu muito para que não viesse e ele, apesar da sua lesão, decidiu vir e ficar com o grupo. Apreciei muito esse gesto. É uma coisa ligeira e há a possibilidade de jogar o segundo particular, com o Gabão", esclareceu, ele que em setembro chamou Taarabt de volta à seleção, mais de cinco anos depois.

Questionado sobre a condição de Taarabt, assim como de Ziyech, do Ajax - também se apresentou com queixas físicas e foi mesmo dispensado -, Halilhodzic deixou duras farpas por situações que já viveu no passado. "Sei que há clubes que incentivam os seus jogadores a não virem às seleções. Pressionam-nos até por vezes para fingirem que estão lesionados. Mas isso não nos vai impedir de continuar a seguir quem considero apto a fazer parte da equipa", atirou.