"O Benfica gerou mais receitas com jogadores da formação do que com prémios da UEFA"

"O Benfica gerou mais receitas com jogadores da formação do que com prémios da UEFA"

Domingos Soares Oliveira, administrador da Benfica SAD, marcou presença no debate sobre a formação do clube e apontou mérito aos treinadores. E ainda revelou uma frase de Luís Filipe Vieira

Mérito e título: "Só fomos campeões na época passada porque o vosso trabalho ao longo dos últimos dez anos foram muito importantes. Muitos dos treinadores e jogadores que foram as chaves mestras para o sucesso do ano passado foram preparados por vocês. Não é possível equacionar o 37 sem dizer que não tem o vosso contributo, pois são claramente os ourives que lapidam os nossos diamantes. Ao contrário da esmagadora maioria dos outros clubes, nós vemos os nossos diamantes, que apanhámos em bruto, jogar na nossa principal equipa. Este 37 é vosso também e, mesmo não estando como eu também não estou, no palco do Marquês [de Pombal] temos orgulho nesse sucesso"

A economia: "O futebol de formação teve um contributo sem precedentes em várias matérias, entre elas a económica e a desportiva. No plano económico conseguimos gerar com os jogadores formados centenas de milhões de euros e foi graças a isso que temos hoje uma situação económica completamente diferente dos nossos rivais. Hoje temos uma SAD saudável que conseguiu bater todos os recordes, com lucro nos últimos seis anos e é graças a isso que podemos olhar para o futuro com grande tranquilidade e segurança económica. Gerámos mais receitas do que recebemos prémios da UEFA no mesmo período."

Sem barreiras: "Quanto à componente desportiva, temos menos compras o que nos permite ter mais sucesso nas contas. E há o contributo desportivo pois conseguimos ter mais coerência entre o futebol de formação e o futebol profissional. Tivemos treinadores que passaram nesta casa e que erguiam barreiras entre o futebol de formação e o futebol profissional. Hoje não temos essas barreira e há uma coerência, quer a nível dos métodos de trabalho quer nas trocas de jogadores e técnicos entre vários escalões."

A frase do presidente: "Há uns dias o presidente citou-me sete nomes para a equipa principal e isso deriva da informação que vocês lhe vão passando sobre quem tem capacidade para chegar lá. Olhar para um miúdo de quinze anos e vê-lo daqui a cinco anos na equipa principal é algo que desenhamos na casa estratégica. O objetivo final é produzir o talento e não tanto buscar o resultado imediato"