"O Benfica está preparado para esta crise"

"O Benfica está preparado para esta crise"

Domingos Soares Oliveira foi entrevistado esta quinta-feira na BTV

"Teremos 12 a 18 meses pela frente desafiantes, como indústria, e depois teremos uma stuação completamente diferente. Quando digo que são desafiantes, porque várias coisas para a nossa indústria estão neste momento a ser postas em causa. Há ou não há espectadores dentro dos estádios? Teremos transferências? Há ou não jogos que permitam transmissões televisivas? A resposta a estas questões terá um grande impacto na nossa indústria. A indústria não vai ter de se reinventar, a base dela é o espectáculo ao vivo, mas vai passar por desafios", disse Domingos Soares Oliveira, entrevistado esta quinta-feira na BTV.

Ao CEO do Benfica foi perguntado pelo futuro do fuebol em geral e não apenas o do clube encarnado. "Acredito que este é um processo que terá um fim algures durante o ano 2021 e a partir daí, eventualmente com outros modelos em algumas coisas,. O Benfica já antecipou há algum tempo com o investimento na formação. A indústria voltará ser florescente e positiva", disse.

A verdade é que em Portuga a pandemia fechou o futebol a 12 de março. Como será possível manter a ligação aos adeptos com jogos à porta fechada? "Ainda não há respostas, mas saberemos tê-las no momento certo", disse Soares Oliveira, referindo ainda que a importância, por exemplo, de assistir aos jogos nas Casas do Benfica e de garantir que não haverá aglomerados naturais de pessoas quando o Benfica jogar a norte ou sul.

"A mensagem é de que temos confiança num futuro positivo, em que voltaremos a vibrar dentro dos estádios e nos maiores palcos europeus. O Benfica está preparado para esta crise, naturalmente que em função dos desafios que sejam colocado encontraremos respostas para eles. Já vivemos momentos de tremendo sobressalto como foi a passagem do século quando o Benfica esteve em situação de falência técnica e conseguimos ultrapassar isso. Com a força de todos os benfiquistas saberemos ultrapassar este desafio, juntos, cada um em sua casa para no futuro estarmos juntos, no estádio", finalizou.