Nuno Santos pede desculpas na Luz: cachecol na festa do Sporting gerou indignação

Nuno Santos pede desculpas na Luz: cachecol na festa do Sporting gerou indignação
Vítor Rodrigues

Tópicos

Cachecol que o extremo leonino usou na festa do título causou indignação nas águias.

Várias foram as picardias e discussões entre jogadores num dérbi que até registou um clima de acalmia pouco habitual em jogos entre os maiores do futebol nacional. Não surpreendeu, por isso, que um episódio passado na festa do título do Sporting tenha sido esclarecido... na Luz, com Nuno Santos como protagonista de um pedido de desculpas a alguns jogadores dos encarnados.

De facto, e segundo O JOGO apurou, o antigo jogador do Benfica, onde chegou em 2013/14 para reforçar os juniores depois de ter arrancado a sua formação no FC Porto, não deixou passar a oportunidade, já depois de terminada a partida, para se desculpar de uma atitude sua que indignou adeptos encarnados, com grande alarido nas redes sociais, mas também alguns dos jogadores mais antigos do plantel benfiquista, a quem se dirigiu assim que Tiago Martins apitou para o fim do dérbi.

Durante o desfile do Sporting campeão, no veículo que transportou os jogadores leoninos pelas ruas de Lisboa, Nuno Santos foi visto a empunhar um cachecol com a frase "Graças a Deus não sou lampião!", tendo a imagem ganho maior expressão por ter sido transmitida em direto nos canais televisivos que seguiam o desfile sportinguista, com os ecos desse episódio chegado rapidamente ao centro de estágio benfiquista, no Seixal.

Nuno Santos, contratado esta época pelo Sporting ao Rio Ave, esteve no Seixal durante três temporadas, até 2015/16, época em que foi lançado por Rui Vitória em duas partidas (Belenenses e Vianense), sendo cedido no ano seguinte ao Vitória de Setúbal, quebrando depois a ligação aos encarnados. Anteontem, num dérbi em que até marcou às águias, deixou tudo em pratos limpos.