"Newcastle tem pouco ou nada de futebol"

"Newcastle tem pouco ou nada de futebol"

Nolberto Solano jogou oito épocas no Newcastle. No St James Park, os adeptos gritavam por "Nobby, Nobby" quando o viam correr pelo corredor direito.

Exímio na cobrança de lances livres, recebeu de Maradona a alcunha de "maestrito". Atualmente com 38 anos e a estudar em Inglaterra para ser treinador, Solano garantiu que o Newcastle é o seu "clube do coração", mas não se coibiu de dar ao Benfica, em entrevista a O JOGO, todas (mesmo todas) as pistas para levar de vencida o adversário inglês na Liga Europa.

Que Newcastle é que o Benfica vai encontrar?

O Newcastle tem uma presença física muito forte. É uma coisa incrível: jogadores como Sissoko, Tioté, Cissé, Ameobi são muito poderosos fisicamente. Destacam-se pela altura, força, rapidez e capacidade de impulsão.

Quer dizer que o Newcastle vai praticar um futebol de choque?

Sem dúvida. E se o Benfica usar as mesmas armas, se apostar num futebol de choque, vai sofrer. O Newcastle mata-os.

O Benfica tem de arranjar outra estratégia, então...

O Newcastle vai querer impor até ao limite o seu futebol físico, pois nesse campo ganha. É uma equipa com muito músculo, com muitos jogadores franceses e de colónias francesas. Além disso, têm Jonas Gutiérrez.

Mas têm futebol para mais, ou não?

Eles vão gerir o resultado, sem grandes iniciativas, mesmo quando jogarem em St James Park. Se estão à espera de uma equipa que jogue taco a taco, esqueçam! Eles sabem ao que vão e são descarados. Não terão vergonha de jogar com o resultado, aproveitando um pontapé para a frente para marcarem.

Ou seja, nada de futebol...

Pouco ou quase nada de futebol. Mas o Benfica deverá ter muito cuidado com os ressaltos e as segundas bolas. Se controlar estes dois aspetos, terá também o adversário controlado.

Ler toda a entrevista na edição e-paper