Negócio de jogadores do Benfica B posto em causa

Negócio de jogadores do Benfica B posto em causa
Paulo Anunciação, em Londres

Tópicos

Envolvimento de empresa londrina na compra de direitos económicos de jogadores nas páginas da imprensa britânica

A venda da totalidade do passe de dois jogadores do Benfica B - o avançado João Mário Fernandes e o médio Luciano Teixeira, ambos de 19 anos - passou despercebida em Portugal.

A referência à "alienação em dezembro de 2012 de 100% dos direitos económicos" dos dois atletas, incluída na página 47 do recente Relatório e Contas (1º Semestre 2012/13) da Benfica SAD, no entanto, despertou a curiosidade de vários órgãos da comunicação social inglesa.

Segundo aquele documento, o adquirente - por Meuro 0,5 (ou 250 mil euros por cada jogador) - foi a sociedade britânica Robi Plus Limited, com sede em Londres. "O Benfica vendeu os direitos de dois adolescentes oriundos de um dos países mais pobres de África [Guiné-Bissau] a uma empresa britânica", lê-se num despacho da agência financeira Bloomberg, posteriormente retomado por vários jornais ingleses.

"Vendas deste tipo são proibidas pela Premier League e pela Ligue 1 francesa. Grande parte destes negócios é nublosa e pouco transparente e trata os jogadores como mercadorias, com os jovens atletas africanos e sul-americanos a serem particularmente vulneráveis a pressões", acrescenta.

Contactado pela agência, o Benfica não fez qualquer comentário. O proprietário da Robi Plus, Maurizio Delmenico, afirmou, por sua vez, não estar em condições de acrescentar qualquer nota relativamente à operação. Esta sociedade, recorde-se, detém igualmente 10% dos passes dos jogadores do FC Porto Eliaquim Mangala e Steven Defour.

Internacionais guineenses, João Mário e Luciano Fernandes são dois produtos do Étoile Lusitana (Dakar), um projeto de formação lançado por Luís Norton de Matos, em 2008, financiado em grande parte (70%) pelo Banco Efisa/BPN. Os dois jogadores foram contratados pelo Benfica em novembro de 2011.

Tanto João Mário (22 jogos, 703 minutos, dois golos) como Luciano (24 jogos, 1781 minutos) têm sido utilizados frequentemente na equipa do Benfica B, na II Liga - comandada, curiosamente, pelo mesmo Luís Norton de Matos.

Pode ler mais pormenores sobre esta e outras notícias na edição e-paper ou impressa de O JOGO.