Movimento Benfica Bem Maior pede AG extraordinária e marcação de eleições

Movimento Benfica Bem Maior pede AG extraordinária e marcação de eleições

Em comunicado, o movimento pede a "convocação de uma Assembleia geral extraordinária para dar voz aos sócios" e defende "a marcação de novo ato eleitoral".

Após reunião extraordinária da comissão executiva, o Movimento Benfica Bem Maior reagiu na quarta-feira à operação "Cartão Vermelho", que levou à detenção de Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, por suspeitas de burla qualificada, fraude fiscal, abuso de confiança, falsificação e branqueamento de capitais.

Em comunicado, o movimento pede a "convocação de uma Assembleia geral extraordinária para dar voz aos sócios" e defende "a marcação de novo ato eleitoral"

Ler o comunicado na íntegra:

"Em reunião extraordinária da comissão executiva do Movimento Benfica Bem Maior, foi deliberado tornar público o seguinte.

1. Expressar tristeza e preocupação com os acontecimentos que hoje envolveram o Presidente do Benfica, Luis Filipe Vieira.
2. Sem prejuízo da presunção de inocência que se defende e respeita, não podem deixar de ser extraídas consequências imediatas e diretas pelos órgãos sociais do Benfica e por todos os sócios.
3. Não obstante as consequências que terão de ser tiradas, devem os atuais órgãos sociais assegurar o pleno funcionamento do Benfica, com especial atenção para o início da época da equipa principal de futebol do Benfica.
4. Entendemos, ser imprescindível a convocação de uma Assembleia geral extraordinária para dar voz aos sócios.
5. O Benfica Bem Maior defende a marcação de novo ato eleitoral no qual assumirá as suas responsabilidades."