Jorge Jesus não escapa à crise

Mesmo para segurar o treinador, luís Filipe Vieira pretende baixar números do seu salário.

A SAD encarnada procura fazer cair as despesas, cortando na massa salarial do plantel profissional de futebol, e o treinador não é exceção. Ainda com a continuidade na Luz indefinida, Jorge Jesus representa um peso de quatro milhões de euros anuais brutos nas contas. Renovando com o experiente técnico, o presidente Luís Filipe Vieira pretenderá uma redução dos honorários, por forma a passar também uma mensagem de coerência com as medidas válidas para os demais.

Como contrapartida para compensar o possível corte, porém, em cima da mesa estará a possibilidade de um aumento do montante auferido pelo treinador em prémios por objetivos. Jesus considera, no entanto, que vale seis milhões de euros e, caso não haja uma plataforma de entendimento, um nome mais barato terá de ser negociado.