Jorge Jesus conta ter Darwin em pleno no clássico com o FC Porto

Jorge Jesus conta ter Darwin em pleno no clássico com o FC Porto
Vítor Rodrigues

Tópicos

Avançado foi baixa de última hora em Tondela, mas a última avaliação aponta para que possa defrontar o FC Porto.

Não tem sido aposta inicial nos últimos tempos, mas Jorge Jesus considera crucial ter Darwin para a ponta final da temporada, numa altura em que se aproxima mais uma "final", com a receção ao FC Porto como próxima etapa na caminhada na Liga NOS.

O jovem uruguaio, que foi baixa de última hora em Tondela, está nas contas do treinador encarnado para o próximo jogo, uma esperança que resulta das informações médicas diárias que tem recebido sobre a lesão que afeta o joelho direito do camisola 9.

No sábado, Darwin voltou ao centro de estágio dos encarnados, no Seixal, para se submeter a mais uma sessão de tratamento, com os clínicos benfiquistas a tentarem potenciar a recuperação do problema físico que, segundo explicou Jorge Jesus no final da última partida, resultou de um choque do uruguaio com um companheiro, tendo a queda no relvado provocado inchaço e derrame no joelho. A opinião médica apontou para a poupança, mas as informações que chegam ao treinador têm sido positivas.

O avançado, que até foi titular nos dois jogos com o FC Porto nesta época (derrota na Supertaça e empate no Dragão), é visto por Jorge Jesus como um trunfo para lançar no encontro de quinta-feira, que pode revelar-se decisivo para a candidatura benfiquista a um segundo lugar milionário, dado garantir a qualificação direta para a próxima edição da Liga dos Campeões, sem ter de disputar a terceira pré-eliminatória e depois o play-off. Com quatro pontos de atraso, as águias esperam cortar essa diferença para apenas um, vencendo, e ficar à espera que o rival escorregue noutra partida.

Pela velocidade e ataque à profundidade que proporciona, Darwin seria um reforço importante para este objetivo, mesmo começando do banco. Aliás, o reforço mais caro da história do futebol nacional, que tem 14 golos e nove assistências de águia ao peito, não é titular desde o nulo com o Farense, a 21 de fevereiro, tendo sido lançado progressivamente depois disso por estar a lutar contra uma tendinite na coxa direita, como o próprio Jorge Jesus revelou na última semana.