Jorge Jesus após triunfo suado em Vizela: "Eu é que sou o treinador, eu é que sei o que faço"

Jorge Jesus após triunfo suado em Vizela: "Eu é que sou o treinador, eu é que sei o que faço"

Declarações do treinador do Benfica após o triunfo suado em Vizela, por 1-0, em jogo da nona jornada da Liga Bwin.

Vitória: "Voltou a dar-nos o lugar que tínhamos, a liderança. Como tínhamos previsto, foi um jogo difícil. O campeonato português é muito competitivo, é dos mais fortes da Europa e para se ganhar pontos não é fácil. Ganhámos porque acreditamos até ao fim, a equipa nunca se partiu e jogou de acordo com o que treinámos. Foi uma vitória merecida, os jogadores mereceram. O futebol é isto, ganhas no ultimo minuto, perdes no último minuto. Hoje ganhámos no último minuto."

Jogadores a aquecerem aos 45 e só mexeu aos 70': "Se reparar, fazemos aquecimento na primeira parte, de cinco em cinco minutos, três jogadores a rodar, não tem nada a ver se vai entrar ou não vai entrar. Aquecem preparando-se para se a equipa precisar, poder substituir. Os três que aqueceram aos 45', depois não foram esses três a aquecer, foram outros. É uma estratégia que fazemos e há mais equipas que fazem isto, não fomos nós que inventamos a pólvora."

Motivo de só mexer aos 70 minutos: "Porque sou eu o treinador, e como sou eu o treinador, eu é que sei o que é que faço. Eu é que sei qual o momento certo para o fazer. O Benfica foi uma equipa muito evoluída taticamente, que foi sempre à procura de ganhar o jogo. Na primeira parte não criou tantas oportunidades de golo como pensava, mas todas as situações táticas do jogo tem a ver com o que o treinador vê ou não vê."