João Mário: Vieira ligou a Varandas e levou nega. Confira os pormenores

João Mário: Vieira ligou a Varandas e levou nega. Confira os pormenores
Vítor Rodrigues

Tópicos

Médio está a um passo de ser jogador do Benfica para os próximos cinco anos.

João Mário está a um passo de ser jogador do Benfica para os próximos cinco anos, num negócio que mete cláusulas antirrival pelo meio e que já motivou, sabe O JOGO, uma conversa telefónica entre Luís Filipe Vieira e Frederico Varandas, que não terá terminado da forma mais desejada pelo lado benfiquista.

Depois de ter concluído que o médio de 28 anos não iria ser reforço dos leões para a nova época pela ausência de acordo com o Inter de Milão, o presidente dos encarnados telefonou ao seu homólogo leonino, há alguns dias, no sentido de o informar que o Benfica estava interessado na contratação do jogador que se sagrou campeão pelo Sporting na última época.

Porém, segundo apurámos, a conversa não terá terminado na melhor forma e por causa da cláusula antirrival que consta no contrato de venda de João Mário pelo Sporting ao Inter, em 2016, que os encarnados consideram tratar-se de uma mera opção de preferência.

Se Luís Filipe Vieira confiava que o facto de na última época não ter exercido o seu direito preferencial sobre Nuno Santos, então no Rio Ave, viabilizando o seu ingresso nos leões, agora esperava igual atitude de Frederico Varandas. Na realidade, o líder leonino avisou o presidente das águias de que continua a acreditar que a cláusula é válida, que o Inter terá de indemnizar o Sporting em 30 milhões de euros caso João Mário assine pelo Benfica e avisou que irá até às últimas instâncias para defender o direito que considera legítimo.

Vieira mantém a intenção de contratar o médio e de o ter no plantel antes de dia 15, quando o grupo partir para estágio no Algarve.