Jesus elogia João Félix e, sobre Diogo Jota, destaca: "Começou do nada"

Jesus elogia João Félix e, sobre Diogo Jota, destaca: "Começou do nada"
Redação

Tópicos

Treinador do Benfica elogiou os dois avançados portugueses, que têm estado em destaque por Atlético de Madrid e Liverpool, respetivamente.

Na conferência de imprensa de antevisão ao jogo entre Benfica e Rangers, marcado para as 20h00 desta quinta-feira, Jorge Jesus foi questionado sobre os momentos de forma dos internacionais portugueses João Félix e Diogo Jota, que representam, respetivamente, Atlético de Madrid e Liverpool.

Sobre o ex-Benfica, o treinador das águias recordou o que já tinha dito em ocasiões anteriores. "O João, como sabem, foi trabalhado nesta casa, ele dá o seu expoente máximo quando eu já não estou em Portugal, mas via os jogos dele no Brasil, sempre disse que era um dos jogadores com capacidades para fazer um percurso acima do normal, não tenho dúvida de que será ainda melhor, uma referência para o futebol português. Para se ser diferenciado num plantel como o do Atlético de Madrid tem de se ter muito valor", referiu Jesus, abordando também a senda goleadora de Jota em Inglaterra:

"O Jota começou do nada, não começou nos grandes e, por vezes, quem começa nos grandes tem essa vantagem de chegar mais rápido ao topo, mas não quer dizer que cheguem mais longe. O Jota começou em equipas com menos valor até ter chegado onde chegou, no ano passado foi surpresa no campeonato inglês e agora chegou ao topo das equipas de Inglaterra, à melhor equipa do Mundo. Fui uma das vítimas deles [do Liverpool], perdi o Mudnial de clubes. Para seres um jogador com uma expressão muito grande no Liverpool, tens de ter muito valor, pois quando chegas tens lá Salah, Firmino e Mané... Isso é bom para o futebol português, para a Seleção, para o Fernando Santos, estamos ao nível dos melhores do Mundo. Fora da Europa, só há Argentina e Brasil para fazer concorrência. É uma satisfação muito grande", rematou Jorge Jesus.