Jesus analisa o Vizela e indica "o melhor avançado do mundo atualmente"

Jesus analisa o Vizela e indica "o melhor avançado do mundo atualmente"

Declarações de Jorge Jesus, treinador do Benfica, este sábado, na conferência de antevisão à visita ao Vizela, às 18h deste domingo, em jogo a contar pela 9.ª jornada da Liga Bwin.

Análise do jogo: "Vai ser um jogo difícil, como são todos os jogos do campeonato português. Não é por acaso que a competição está no ranking dos seis países mais fortes da Europa. É um sinal evidente de equilíbrio e qualidade. Normal, há sempre duas ou três equipas que se destacam, mas isso acontece em todo o mundo. Vamos ter jogo com uma equipa que não perde há cinco jogos, é muito competitiva e é bem trabalhada na minha opinião".

Pós-derrota com o Bayern: "Depois deste jogo, vindo de uma derrota que, independentemente do adversário ser o Bayern, uma equipa diferenciada de todas... Basta observar que do onze, sete jogadores são titulares da seleção da Alemanha. E ainda falta Lewandowski, que é o melhor avançado do mundo atualmente. Mas uma derrota é sempre uma derrota e queremos reverter isso com uma vitória com o Vizela e estamos preparados para isso. Mas na prática só recuperamos, não treinamos".

Cansaço físico e psicológico: "É mais difícil de recuperar fisicamente. Psicologicamente, é verdade que perder é sempre perder, mas perdemos com um adversário que é na minha opinião fora do contexto. Não do Benfica, de todas as equipas. Essa recuperação nesse momento foi muito mais física do que psicológica, essa derrota deixou-nos a aprender coisas boas porque perdemos com quem perdemos. A única coisa má foi o resultado. E o jogo com o Vizela é virar a página e continuar na liderança e ir à procura da vitória. Vai ser difícil, vai. Não há jogos fáceis em Portugal".